Terceira Margem Amazônia, Vol. 5, No 13 (2019)

POLÍTICAS PÚBLICAS E AGROECOLOGIA: O CONTEXTO DE AGROECOSSISTEMAS NO TERRITÓRIO NORDESTE PARAENSE, AMAZÔNIA, BRASIL

Valdir da Cruz Rodrigues, Jaqueline Rafael Cardoso Mesquita, Silvana Benassuly Maués de Medeiros

Resumo


O trabalho faz uma identificação e análise de políticas públicas em favor da agroecologia e da diversificação produtiva desenvolvida por agricultores familiares no nordeste do Pará. Analisam-se algumas das características dessas políticas, expressas por meio de projetos e/ou ações em curso em propriedades familiares. Argumenta-se que a presença (ou não) do poder público nos espaços rurais familiares pode inferir no desenvolvimento rural local, incidindo na promoção de estratégias produtivas e ambientais baseadas na diversificação produtiva e agroecológica. Foi realizado estudo de caso em nove agroecossistemas localizados em quatro diferentes municípios do Território Nordeste Paraense, utilizando-se de entrevistas semiestruturadas e observação direta. A pesquisa identificou várias formas de organização comunitária a que se encontram vinculados esses agricultores, constatando-se como eles percebem essas organizações sociais para suas vidas. Incide-se, portanto, sobre a necessidade de identificar, descrever e analisar os principais resultados alcançados pelos agricultores familiares em suas propriedades, que podem ser caracterizados como positivos para o exercício permanente de práticas agroecológicas familiares – portanto sustentáveis – de produção de alimentos e de conservação da sociobiodiversidade. As informações coletadas e interpretadas proporcionam condições para que se possa proceder com estudos comparativos posteriores acerca dos caminhos percorridos, dos resultados alcançados e de eventuais novos apoios de políticas públicas que objetivem a ampliação de experiências produtivas diversificadas e agroecológicas, a fim de garantir segurança e soberania alimentar e nutricional de agroecossistemas familiares.

Texto Completo: PDF