Terceira Margem Amazônia, Vol. 3, No 10 (2018)

A CRISE AMBIENTAL E O CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO: UMA REFLEXÃO A PARTIR DE COMUNIDADES RURAIS AMAZÔNICAS

Danielle Ivana Pereira dos Santos, Francimara Souza da Costa, Ísis Ribeiro do Nascimento, Hyago Mardone Maciel, Viviane Vidal da Silva

Resumo


Durante o processo civilizatório, o sistema econômico capitalista moldou o homem coletor no homem transformador e como principal consequência dessa mudança foi a instauração da crise ambiental. Neste artigo, objetivou-se apresentar argumentos e críticas a esse modelo de desenvolvimento, bem como, refletir sobre as influências do capitalismo na crise ambiental a partir da experiência de comunidades ribeirinhas amazônicas. Utilizou-se o levantamento bibliográfico para elaborar o referencial teórico e assim, compará-lo com o estudo de caso das comunidades, realizado por meio de visitações e entrevistas. O principal resultado foi obtido pela compreensão que o modo de vida dos ribeirinhos amazônicos pode apontar importantes mecanismos de reequilíbrio da relação homem/natureza.

Texto Completo: PDF